Como ajudar alguém que está passando por dificuldade durante a pandemia?

Se cada um ajudar como pode, a situação pode ficar muito mais amena

A crise causada pelo novo coronavírus já chegou na casa de milhões de brasileiros. De acordo com pesquisa da FSB Pesquisa para o banco BTG Pactual, 11% das pessoas já perderam o emprego, sem contar as reduções de salário. Neste caso, muitas famílias precisam de assistência e você pode ajudar.

Mesmo com a liberação do auxílio emergencial, que a princípio serão três parcelas, muitas pessoas ainda necessitam de ajuda para as coisas mais básicas, como alimentação. Sendo assim, existem maneiras simples de ajudar ao próximo dentro dos seus limites.

A primeira dica é ajudar os amigos, alguém próximo perdeu o emprego? Ofereça ajuda. Você pode dar com alguns itens que já tem em casa, fazer uma compra do mês, oferecer um remédio. 

Dê apoio também ao amigo empreendedor. Cresce o número de pessoas que produzem coisas em casa, como máscaras, bolos, artesanatos. O que você pode fazer? Se não puder comprar, divulgue o trabalho nas suas redes sociais, ofereça para outros amigos. 

Dê preferência também para os produtores pequenos e locais. Compre verduras orgânicas, presentes de artesãos e itens que são produzidos na sua própria região. Não se esqueça também dos estabelecimentos que você gosta de frequentar, muitos estão oferecendo planos de fidelidade ou desconto na compra antecipada para cobrir as contas e não fecharem as portas.

Existem instituições que ajudam as pessoas mais vulneráveis, como moradores de rua, orfanatos e asilos. Você pode entrar em contato com elas e descobrir como ajudar, seja com dinheiro, cestas básicas ou até mesmo produtos de higiene. Com a pandemia, o número de doações tem diminuído.

Com a ajuda da tecnologia, surgiram as chamadas vaquinhas virtuais. Elas ajudam estabelecimentos, profissionais e famílias. São inúmeras as situações, você pode escolher causas que apoia e fazer sua contribuição. 

Além do dinheiro

Os hemocentros também precisam de doações mesmo durante o surto da Covid-19. Os pacientes continuam precisando de sangue para inúmeros casos, como acidentes e tratamento de doenças. O Ministério da Saúde já informou que o procedimento é seguro para quem doa, os hemocentros intensificaram os cuidados com higienização de áreas, instrumentos e superfícies. 

Ser gentil nessa situação também é imprescindível. Se você não faz parte do grupo de risco e ainda pode ir ao supermercado e à farmácia, faça as compras para as pessoas que não podem, seja um vizinho, um amigo ou alguém próximo.

O conhecimento pode ser um aliado importante durante esse processo também. Se você entende mais dos processos burocráticos, como o de solicitar o auxílio emergencial, ajude quem não entende muito. O mesmo funciona para o seguro-desemprego, para isenção de contas e outros direitos dos cidadãos durante a pandemia.

Você pode perceber que não é necessário muito para fazer a diferença na vida do próximo. Cada um tem algo a oferecer e assim, formar uma corrente do bem. Pode ser uma fase ruim, mas cada um tem o poder de amenizar. 

Tags: finanças

Veja mais